quinta-feira, 20 de julho de 2017

THE BEATLES - I'M HAPPY JUST TO DANCE WITH YOU


Olhando para trás, desde o início, quando começou a compor suas próprias músicas, George Harrison manifestava descontentamento com o fato de poucas delas serem levadas em conta para os álbuns dos Beatles. Dessa forma, para o primeiro disco "Please Please Me", George conseguiu ficar com "Chains", uma música tolinha de Gerry Goffin e Carole King, e "ganhou" de John e Paul, os compositores por excelência, "Do You Want To Know A Secret?". No segundo álbum " With The Beatles", George debutou como compositor com "Don't Bother Me", além de liderar os Fabs no clássico de Chuck Berry "Roll Over Beethoven", além de ainda conseguir espaço para mais uma - "Devil in Her Heart" - musiquinha mediana escrita por Richard P. Drapkin que fez pequeno sucesso com um grupo chamado "The Donays". Mas isso tudo passava a olhos vistos pelos compositores e pela produção. Quando chegou a vez do terceiro álbum, George achou que talvez fosse sua chance, mas o disco tinha que ser gravado às pressas para a trilha do megasucesso "A Hard Day's Night", então John e Paul fizeram “I’m Happy Just To Dance With You" para George cantar no filme "para dar um pouco de ação para ele". A cena foi filmada no palco no ScalaTheatre, em Londres. Como o membro mais novo dos Beatles, George sempre viveu à sombra de Paul e John. Anos depois, John Lennon morreria muito magoado e ressentido quando George publicou sua biografia "I Me Mine", em 1980 sem fazer nenhuma menção à sua influência em qualquer uma de suas composições. Paul disse apenas que 'I'm Happy Just To Dance With You" era uma "música que seguia uma fórmula, e era ótima para George cantar".

3 comentários:

Joelma disse...

Porque George fez isso com John. Não sei alguma coisa aconteceu. Afinal George foi um dos que ficou perto de John após o fim da banda. E até colaborou com ele.
Bom. Gosto demais de I'm happy just to dance with you

Benilson Silva disse...

É possível que por ser George o Beatle mais timido, tenha guardado recentementos de John ao ponto de so vir a florar em "I Me Mine",

Valdir Junior disse...

Apesar de toda espiritualidade do George, ele carregou alguns rancores dos tempos dos Beatles pelas décadas de 70,80 e 90. Mas como ele era um ser humano, passivo de erro, dá para entender.