sábado, 3 de junho de 2017

A PEDIDOS - JOHN LENNON - MIND GAMES


Em julho de 1973 Lennon voltou aos estúdios Record Plant para novas gravações. Sua vida pessoal estava um verdadeiro caos na época. A briga judicial com o governo Nixon seguia em frente, com John tentando de todas as formas permanecer nos Estados Unidos. Seu relacionamento com Yoko Ono estava desgastado. As pressões que havia sofrido por ter se casado com ela tinham atingido um grau simplesmente insustentável. Na realidade o casal estava prestes a entrar em um rompimento duradouro. Talvez por isso seu novo disco trazia uma capa no mínimo inusitada. Nela Lennon aparece minúsculo ao lado de um perfil enorme de sua esposa. Claramente se percebe que ele se distancia dela. Segundo alguns a capa mostrava exatamente o que sentia Lennon durante a produção do disco. Um homem comum ao lado de uma "montanha". Para os cínicos porém tudo o que esse retrato representava era a eterna submissão do ex-beatle à mulher que o dominava completamente, em todas as ocasiões. Ali estava aquele homenzinho ao lado de sua dama dominante, maior que a paisagem ao redor.
Em “Mind Games” Lennon resolveu assumir todas as responsabilidades, assinando a produção, composição e arranjo do álbum. Convocou novos músicos aos estúdios e batizou a banda de The Plastico UFOno Band. A brincadeira tinha sua razão de ser. Poucas semanas antes da gravação ele afirmara que havia visto um disco voador da sacada de seu apartamento. Daí o uso da sigla UFO. O evento jamais foi esclarecido. Não se sabe ao certo se o cantor realmente viu algo ou se estava simplesmente viajando em uma de suas alucinações com LSD. De qualquer maneira ele resolveu que não queria deixar o fato passar em branco e por isso renomeou a banda com essa pequena referência ufológica. Musicalmente "Mind Games" não trazia grandes surpresas em relação ao outros discos da carreira solo de Lennon. Novamente o tema único de suas composições era seu relacionamento com Yoko, seus pensamentos mais pessoais em forma musical. Praticamente todas as faixas são ligadas a isso, de uma forma ou outra, direta ou indiretamente, com pequenas e esporádicas exceções. Yoko está em todas as músicas. Lennon se declara apaixonado, pede desculpas, a venera, a compara com as maravilhas da natureza e por aí vai. O fato é que realmente parecia que Lennon só tinha pensamentos para sua esposa e por isso o disco é recheado de citações à japonesa. As letras continuavam feitas em primeira pessoa, bastante autorais. Esse fato aliado a uma produção que foi acusada na época de ser desleixada (o velho problema de arranjos da discografia solo de Lennon) fez com que apenas uma única faixa se destacasse nas paradas, justamente a canção titulo, "Mind Games" que foi excessivamente divulgada nas rádios por insistência da EMI. As demais músicas passaram em branco nas principais paradas musicais e com o tempo se tornaram as mais obscuras canções da discografia de John Lennon. Uma injustiça pois possuem melodias bonitas. Não são excepcionalmente bem arranjadas, mas possuem uma riqueza de melodia que era bem característico do cantor. Rocks são poucos, Lennon parecia muito empenhado em cantar seu romance com Yoko e por isso não sobrou muito para o estilo que o lançou ao estrelado. Apenas "Tight As" e "Meat City" possuem algum vigor roqueiro mas é só isso. "Mind Games" é acima de tudo uma obra de um autor profundamente apaixonado pela mulher de sua vida. Se não é uma obra prima de Lennon, passa longe de ser banal, pois pelo menos traz um instantâneo de sua vida em um momento particularmente confuso. Só mesmo Lennon para ter inspiração para tantas músicas românticas enquanto queriam lhe expulsar dos Estados Unidos. Não deixa de ser um feito e tanto.

8 comentários:

Joelma disse...

Não é dos meus preferidos (por causa da inspiração) mas a música Mind Games é uma das minhas de John. Ela me toca profundamente. Não sei explicar.

Benilson Silva disse...

Não conheço nenhum (a) Beatlemaniaco (a) (fã dos Beatles(, até hoje minha cara Joelma, que consiga explicar o por que?. Não tem explicação. Nem precisa explicar mesmo.

Vania Junqueira disse...

É tudo muito lindo!
That's enough!

Vania Junqueira disse...

É tudo muito lindo!
That's enough!

Marcio Pereira disse...

Também não gosto muito. Tem muito "YOKO" nesse disco.

carlos marangon disse...

Mind games eh um disco substimado de Lennon, mas eh um disco maravilhoso,deveria ser escutado com mais atenção.Li em algum lugar que ele junto com Plastic Ono e Imagine faz parte de uma trilogia e vejo desse jeito,tem mais a ver com Imagine na verdade pelo menos alguns temas.A canção mind games eh uma continuação de imagine,Aisumasen também pega o tema de jealous guy,e assim vai,claro que a produção eh diferente,este disco eh o mais suave de Lennon,diferente dos outros,mas prova de novo que ele era um compositor acima da média,na verdade geinial

Valdir Junior disse...

Para mim é um dos melhores do John, pouco lembrado, mas um trabalho lindo demais.

Júlio disse...

Gosto muito, é uma música linda.