domingo, 15 de julho de 2012

JIMMY NICOL - O HOMEM QUE SUBSTITUIU RINGO STARR


Os Beatles estavam numa sessão de fotos na manhã do dia 3 de junho de 1964, quando Ringo começou a passar mal, sofrendo de amigdalite aguda seguida de faringite. Foi internado no Hospital Universitário de Londres. Estavam todos muito preocupados, pois no dia seguinte, os Beatles partiriam para sua primeira turnê mundial: Dinamarca, Holanda, Austrália e extremo oriente. George Martin e Brian Epstein indicaram um substituto temporário. Seu nome era James George Nicol – JIMMY NICOL. Um baterista londrino profissional de estúdio. A princípio, Harrison foi contra colocarem um substituto. Mas foi convencido pelo grupo. As gravações marcadas para aquele dia foram canceladas. Precisavam ensaiar o repertório da turnê com Nicol. E assim foi. Jimmy tinha 24 anos e tocava com uma banda, The Shubdubs. Jimmy Nicol foi o baterista dos Beatles em 11 de suas apresentações. Até Ringo se juntar a eles em Adelaide para os shows do dia 15. E Jimmy voltou para casa. No aeroporto recebeu de Brian um cheque de 500 libras e uma placa de ouro onde se lia: “From The Beatles and Brian Epstein to Jimmy - with appreciation and gratitude.”
Depois de sua passagem pelos Beatles, Nicol e sua banda, The Shubdubs, gravaram um compacto “Husky”/”Don’t Come Back”, seguido por “Humpty Dumpty”/”Night Train”, ambos, sem nenhum sucesso comercial. Quebrado, foi tocar com um grupo sueco The Spotnicks. Saiu em 67. Pouco se sabe da vida de Jimmy Nicol desde então. Boatos diziam que havia morrido em 1988. Mas em 2005, o Daily Mirror publicou que Jimmy estava vivo e recluso em algum lugar de Londres. Sobre seus dias com os Beatles, Jimmy disse: “Os rapazes foram muito gentis, mas eu me sentia como um intruso. Eles me aceitaram, mas não podemos entrar assim num grupo como aquele -- eles têm sua própria atmosfera, seu próprio senso de humor. Algo que não é fácil para alguém de fora se adaptar.”
Curiosidade: durante o período que passaram juntos, quando os Beatles perguntavam a Jimmy como tudo estava indo, ele dizia: “it’s getting better” (está melhorando). Anos depois, Paul e John fariam a famosa canção do Sgt. Peppers.
O baterista Jimmy Nicol, que substituiu Ringo Starr, sozinho e contemplativo no Aeroporto de Melbourne na Austrália em 15 de junho de 1964, enquanto espera o avião para voltar para casa. Ringo juntou-se ao grupo no dia anterior.

6 comentários:

Jeniffer disse...

Um filme sobre Nicol e seus 15 min. de fama!!Entrar no meio de um furacão e sair sem sucesso dá um filme.

Matheus Felizari disse...

Edu, tenho uma dúvida: os Beatles cortaram do repertório as musicas que o Ringo cantava ou o Jimmy cantou?
Parabéns pelo blog o/

Felipe Morato disse...

Ja tinha lido bastante sobre Jimmy Nicol e a maioria de pots diziam que ele estava morto! Muito bom saber que le não esta! Mas nem chega aos pés de Ringo Starr...

João Carlos disse...

Se ele foi chamado com prazo determinado para cumprir uma tarefa (difícil) foi porque merecia.Esteve no meio daquilo, não se deslumbrou e modestamente voltou à sua vida sem nenhuma afetação,nem fez cobranças nem choros posteriores,seguindo sua vida normalmente.Um sujeito de caráter. Não cabe aqui tolas comparações com Ringo etc. Irrelevâncias.

henrique disse...

Poxa, o Nicol tá com um barrigão...já o Macca tá inteirão (ambos contemporâneos), fui ao show no recife esse ano e o cara tá saradão pra idade dele, com um gás danado!

Edu disse...

É isso. Profissa. foi contratado para fazer um seviço e fez bem feito. Sem comparações, nunca.