segunda-feira, 15 de agosto de 2011

THE BEATLES AT SHEA STADIUM - O MAIOR SHOW DA TERRA!

Clique na imagem para ampliar
DOWNLOAD:



Até aquele 15 de agosto de 1965, estádios ou estruturas semelhantes jamais haviam sediado um show musical, e pelas mais diversas razões. Os problemas com a sonorização soam básicos e óbvios. Mas havia outros tantos, o principal talvez era que o grupo, orquestra ou artista haveria de ser muito famoso para justificar a aparente megalomania de uma performance em espaço tão grande quanto incomum. Os Beatles seriam esse grupo? Em 1965 é provável que não existisse ninguém mais famoso na face da terra. Longe do torrão natal os Fabs toparam o maior dos desafios até então, aceitando uma produção tocada em parceria pela NEMS Enterprises, de Brian Epstein, e a Sullivan Productions, do apresentador Ed Sullivan. O evento claro, contou com todos os requintes de mídia disponíveis à época. A disposição de todos era fazer um evento grandioso, profissionalmente filmado, e que seria transformado posteriormente em especial de TV nos Estados Unidos e na Inglaterra.
A intenção para o show no Shea Stadium era que os Beatles descessem com um helicóptero bem no meio do estádio e que dali fossem correndo para o palco. Mas essa ideia foi abortada por não terem conseguido autorização, pois seria uma manobra perigosa demais de se realizar. O que aconteceu foi que eles pousaram com o helicóptero há uma certa distância do estádio e, após isso, foram levados até o mesmo em um furgão blindado da empresa Wells Fargo (os distintivos que eles usavam nas roupas, durante o concerto, eram dessa empresa).
Quando o apresentador Ed Sullivan subiu ao palco e usou os microfones para proferir essa frase histórica “Now, ladies and gentlemen… honored by their country, condecorated by their queen and loved here in America, here they are: The Beatles!”, a platéia teve certeza que os Fabs de fato iriam se apresentar ali. Antes, a produção americana obrigou a platéia a agüentar por quase uma hora, um festival impressionante de artistas sem grande expressividade alguma como o grupo Sounds Incorporated, Cannibal & Headhunters, Brenda Holloway e King Curtis Band. Após a apresentação de Sullivan, já trajados com os “terninhos militares”, com os distintivos da Wells Fargo, os Beatles subiram as escadas que davam acesso ao gramado do estádio e correram até o palco, ouvindo 55.600 fãs gritando descontroladamente.
Imagens tiradas no show mostram muitos adolescentes e mulheres chorando, gritando, e até mesmo desmaios. O barulho da multidão era tal que os seguranças podiam ser vistos tapar os ouvidos quando os Beatles entraram em campo. Apesar da presença de forte esquema de segurança alguns fãs conseguiram entrar em campo várias vezes durante o show e foram perseguidos e contidos. O filme também mostra John Lennon irônico apontando um incidente desses enquanto ele tentava conversar com o público entre as músicas. O nível de ruído ensurdecedor da multidão juntamente com a distância entre a banda e o público significava que ninguém no estádio podia ouvir muita coisa. A Vox tinha especialmente projetado amplificadores de 100 watts para este show e ele ainda não estava alto o suficiente, de modo que os Beatles usaram o sistema de amplificação da casa.
Haviam alguns famosos asistindo a esse lendário concerto dos Beatles. Mick Jagger, Keith Richards e Andrew Loog Oldhan, empresário dos Rolling Stones, assistiam tudo de um lugar situado atrás da saída do estádio, de frente para a primeira base. Segundo consta, Mick Jagger ficou surpreso com a reação do público com os Fab Four. Quem também estava no concerto, era a futura-atriz Meryl Streep, que tinha 16 anos na época, e estaava com um “button” escrito “I Love You, Paul”. Confira nesse vídeo:
Os Beatles voltaram ao estádio no dia 23 de agosto do ano seguinte, porém, dessa vez, tocando para um público menor, de 44.000 pessoas. Seis dias depois (29/08/1966), eles realizariam seu último concerto de turnê, no Candlestick Park, em São Francisco. Em 2009, Paul voltou ao Shea Stadium – que agora se chama Citi Field e está um pouco ao lado de onde era localizado o estádio antigo, demolido em 2008.
E é isso. Espero que tenham gostado. Esta foi a postagem nº 2000 do Baú do Edu. Infelizmente, não consegui terminar o especial do Submarino Amarelo em tempo como havia prometido. Mas não se preocupem, no dia 24 de agosto, nosso blog preferido completa 3 anos no ar, e aí, sim. Com toda certeza, a estrela será o Submarino Amarelo. Obrigado a cada um de vocês por estar aqui. Valeu! Abração!

8 comentários:

João Carlos disse...

Muito bom,muito bom.Essa da Merryl foi um verdadeiro "achado".Digna de um número 2000.Parabéns ao Baú.E a nós,previlegiados.

Valdir Junior disse...

Parabens Edu !!!!!
Otima Postagem !!!!!
Me arrepio todo de emoção cada vez que vejo os videos desse show !!!
Pura BEATLEMANIA !!!!!!!!!!!!

E Obrigado a você por manter esse blog legal pra caramba !!!!!

Abraço e Hare Krishna !!!!

Edu disse...

Shake it up, baby!

Clara Bela disse...

É de arrepiar mesmo!

Anônimo disse...

Muito bom.

Aly disse...

Demais meu caro!!! Pra mim não há nada tão acachapante quanto a performance "I´m Down".

Miley Malik Cyrus disse...

Edu, n tenho palavras pra descrever o qnt o seu blog é foda. Me ajudamto, por ser um beatlemaniaco dessa geracao. A cada postagem sua, me ajuda a entender melhor quem foram os meus grandes idolos (Beatles). Voce merece um grammy, cara 😂😂😂😂😂 Parabens! E tudo de bom

Luiz Fernando de Britto Freire Nogueira disse...

Bom dia Edu!

Me chamo Luiz Fernando e sou de Paulo Afonso,na Bahia.Tbm amo Beatles,inclusive tenho os filmes no meu PC (menos o Magical Mistery Tour) e tbm toda a coletanea em MP3.Obrigado por ter este blog e por manter.Eu achava inclusive que o distintivo fosse o que foi ofertado pela Rainha da Inglaterra para ser chamado de Sir,mas fico muito feliz em saber que eu estava errado e tbm amei o taco de beisebol eheheheh
Sou piloto de aviao e quando fui certa vez para os EUA trouxe todos os filmes e tbm o Antology.
Parabens pelo blog.

Luiz Fernando Nogueira

(11) 9 8291-5108 TIM/ZAP