quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

A GENIAL ARTE POP DE ANDY WARHOL

Andrew Warhol é o artista mais conhecido da pop art e um dos mais polifacetados desse movimento. Depois de estudar desenho, trabalhou como desenhista publicitário em Nova York. No final dos anos de 1950, já utilizava em suas obras motivos oriundos da publicidade, empregando tintas acrílicas. Nos anos de 1960, escolheu como tema para suas obras artigos de consumo cotidiano, como latas de sopa e garrafas de Coca-Cola; ídolos populares, como Marilyn Monroe e Elvis Presley; e imagens da história da arte, como a Mona Lisa, reproduzindo-as em série com diversas variações cromáticas. Warhol refletiu também a imagem mais negativa da moderna sociedade norte-americana (distúrbios raciais e execuções capitais), fazendo uso de materiais acrílicos, combinados com a técnica de colagem. As suas idéias artísticas e os seus filmes underground, atingindo até 25 horas de duração, materializavam-se em seu ateliê nova-iorquino, onde trabalhava com amigos e colaboradores. A partir de 1970, empreendeu diversas experiências multimídia com o grupo de rock Velvet Underground. Embora rejeitando uma arte subjetiva e comprometida (queria ser uma máquina), a sua obra serviu para julgar, de um ponto de vista crítico, a moderna sociedade industrial. Baseando-se no dadaísmo, Warhol desenvolveu novas formas de integração entre os conceitos plásticos e a realidade.

Andy Warhol também foi financiador e mentor intelectual da banda The Velvet Underground. Em 1967, forçou a entrada de sua amiga Nico, cantora e modelo alemã, para a banda. Houve rejeição e conflito por parte da banda e o nome do primeiro álbum foi The Velvet Underground and Nico, excluindo Nico, de certa forma. Logo depois da gravação do álbum White Light/White Heat, Andy Warhol se afastou e Nico foi expulsa da banda.

Em 1987 ele foi operado com problemas na vesícula biliar. A operação correu bem mas Andy Warhol morreu no dia seguinte em 22 de Fevereiro de 1987 em Nova Jersey. Ele era célebre há 35 anos. De facto, a sua conhecida frase: In the future everyone will be famous for fifteen minutes (No futuro, toda a gente será célebre durante quinze minutos), só se aplicará no futuro, quando a produção cultural for totalmente massificada e em que a arte será distribuída por meios de produção de massa.

Nenhum comentário: